ÚLTIMAS

RTP reage a decisão da ERC

A RTP já reagiu à tomada de posição da ERC sobre a nova Direcção de Informação. A estação enviou um comunicado, onde revela apoio à nova directora de informação e que já enviou novo pedido de aprovação da sua equipa.


Após a Entidade Reguladora da Comunicação ter chumbado a demissão de Vítor Gonçalves e João Fernando Ramos como directores-adjuntos de informação, a RTP já reagiu a esta decisão através de comunicado, revelando que dá toda a liberdade e autonomia para a nova Directora de Informação de Televisão e que esta prestará todas as fundamentações necessárias à ERC.

Na nota emitida, a estação começa por dizer que "a Administração da RTP convidou a nova Diretora de Informação de Televisão, Maria Flor Pedroso, a formar a sua equipa em total liberdade. Proposta que a Administração aceitou na íntegra, bem como a sua fundamentação", acrescentando que "nessa linha de autonomia, o Conselho de Administração da RTP considera que quem está em melhores condições para explicitar a fundamentação da constituição da equipa de informação de Televisão perante a ERC é a própria Diretora de Informação. Aliás esteve marcada uma audição a Maria Flor Pedroso com esse objetivo, posteriormente suspensa por iniciativa da Entidade Reguladora para a Comunicação Social".

A estação pública diz ainda que na "consequência deste processo, já submeteu à ERC o pedido de aprovação da equipa da Direção de Informação, acompanhado da fundamentação da Diretora de Informação. Fundamentação essa que contava que tivesse sido apresentada na audição que não chegou a realizar-se".

A terminar, a RTP revela ainda que Vítor Gonçalves partilha deste mesmo entendimento e assim, na manhã desta quinta-feira, 22 de Novembro, "colocou o seu lugar à disposição, no sentido de assegurar "o princípio da liberdade da nova Diretora de Informação de constituir a sua equipa"".

Sem comentários